Os seres fantásticos em As Crônicas de Nárnia

postado em: Blog | 0

Na série de livros “As crônicas de nárnia” do autor autor britânico Clive Staples Lewis éretratado um outro mundo, com seres alheios a isso que chamamos de realidade. Um lugar onde existem faunos, centauros, hapias, minotauros, onde os animais falam e as árvores caminham.

Se avaliarmos as semelhanças com os seres humanos, vemos que esses seres possuem características que lembram ligeiramente os traços humanos: os centauros como metade homem, metade cavalo, ou as árvores que ganham pernas para se locomover. Os seres fantásticos possuem poderes sobrehumanos, como a força, no caso do minotauro, que é parte homem e parte touro. Observamos, também, uma ruptura com os padrões estéticos, o centauro possui orelhas pontudas, queixo alongado. Por outro lado, existe uma humanização, um “querer parecer humano” se observarmos os movimentos e os próprios sentimentos. Os seres místicos são normalmente retratados como alguém a quem vencer, ou a quem se unir. Na maior parte das vezes, o humano sempre é posto em uma categoria mais alta, como alguém mais capaz, ou com a possibilidade de o ser.

Na história Nárnia é um outro mundo, seus habitantes, os narnianos, possuem quatro reis humanos que governam juntos e são chamados de filhos de Adão e filhos de Eva. Nárnia possui povos diferentes, guerras entre eles, os Telmarino são exemplo de um povo que se assemelha em traços aos humanos. Os seres fantásticos vivem nas florestas junto a outros animais, os animais comuns, só que em Nárnia, eles falam. Animais, seres fantásticos e humanos convivem em um mundo diferente, seja em disputa, seja em união. Todos convivem nesse mundo diferente, seja para disputa, ou união. Nas crônicas de Nárnia encontramos seres fantásticos e animais comuns, ambos, humanizados em suas características.

Texto: Thamiriz Amado

Deixe uma resposta