Formatos e gêneros em corpos televisivos (2007)

postado em: Artigos | 0

Autora: Nísia Martins do Rosário.

O trabalho parte da ideia que o estudo de gêneros e formatos não é tema novo na pesquisa em audiovisual, pelo contrário, a literatura já buscava, há mais tempo, esclarecer suas funções, limites e estabelecer as classificações pertinentes a ele. Mesmo que alguns autores defendam que a classificação dos textos em gêneros não seja uma empreitada frutífera, uma vez que o texto é sempre único e tem existência própria, ainda assim as operações de sentidos sobre os discursos e produtos midiáticos, em sua grande maioria, se dão por meio das relações estabelecidas com os gêneros. Pode-se afirmar que a categorização de gênero facilita a construção de sentidos, visto que oferece algum tipo de organização e aglutinação de recursos expressivos e de linguagens.

Palavras-chave: televisão; formato; gênero; corpos eletrônicos.

Capítulo publicado no livro “Comunicação audiovisual: gêneros e formatos”. Porto Alegre: Sulina, 2007, p. 183-203.

[download id=”20″]