Resident Evil e redes sociais: atualizações, virtualizações e audiovisualidades (2009)

postado em: Artigos | 0

Autoras: Nísia Martins do Rosário e Taís Seibt.

Este artigo aborda as significações que se constituem nos processos de circulação de produtos midiáticos em interação com redes sociais, considerando as conexões entre o imaginário social, os contextos da evolução científica, o imaginário tecnológico e as tecnologias do imaginário. O objeto de estudo é o produto midiático Resident Evil em suas versões para jogos online, filmes, vídeos, blogs, comunidades da web. A análise dessa diversidade permitiu vislumbrar nas redes sociais um meio de legitimação de significações compartilhadas pelos sujeitos que as constituem. Mas elas são, igualmente, espaços de reterritorialização das virtualidades e das significações produzidas acerca de determinado produto midiático.

Palavras-chave: audiovisualidades; corporalidades; imaginário;  redes sociais.

Trabalho apresentado no IX Fórum de Pesquisa e XV Salão de Iniciação Científica e Tecnológica da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) Canoas, RS – 17 a 19 de novembro de 2009.

[download id=”28″]