Semiótica e linhas de fuga (2014)

postado em: Publicações | 0

42876785Semiótica e linhas de fuga procura estender os estudos da semiótica para o universo pós-estruturalista de Jacques Derrida, Michael Foucault, Gilles Deleuze, Félix Guattari, Antonio Negri e Michael Hardt. Parte da ideia de que há uma semiótica micropolítica produzida por tais autores cuja produtividade torna-se cada vez mais visível tanto nos ambientes acadêmicos brasileiros quanto nos movimentos sociais envolvidos com as Jornadas de Protestos havidas nos últimos anos ao redor do mundo.

Inspirados pela provocação de Deleuze e Guattari de que a “linguagem é caso de política antes de ser caso de linguística”, os textos aqui reunidos são resultados das pesquisas desenvolvidas junto ao Diretório CNPq Semiótica e Culturas da Comunicação (GPESC).

Este é o terceiro livro organizado pelo Grupo de Pesquisa Semiótica e Culturas da Comunicação (GPESC) lançado pela Editora Kazuá. Essa parceria tem possibilitado a divulgação das pesquisas que desenvolvemos nas áreas da Comunicação, da Informação e do Design, sempre sob o viés de uma Semiótica Crítica. Nosso desafio tem sido retomar tanto o potencial analítico da disciplina – do pragmaticismo aos estruturalismos – quanto as novas configurações que assume a teoria semiótica a partir das críticas pós-estruturalistas, para compreender melhor os agenciamentos político-culturais de nosso tempo.”

SILVA, Alexandre Rocha da; JUNQUEIRA FILHO, Gabriel de Andrade; BENTZ, Ione (Orgs.). Semiótica e linhas de fuga. 1. ed. São Paulo: Kazuá, 2014. v. 1. 218p.