Tecendo rupturas – o processo da recriação televisual de Dom Casmurro (2015)

postado em: Publicações | 0

CAPA_Face“Como estudar produtos derivados de processos de adaptação sem remeter à especificidade de cada linguagem e ao ressentimento próprio da retórica vazia da perda do sentido original no adaptado?  Este livro responde a essa questão de duas formas. A primeira diz respeito à crítica à visão tradicional dos estudos de adaptação. A retórica da fidelidade impõe ao analista uma visão extremamente reduzida, buscando averiguar se a adaptação cumpriu a sua função: a transposição e nunca a transcriação.  A autora observa que, sob esse viés, é impossível reconhecer que as diferentes materialidades e sistemas semióticos das formas artísticas e midiáticas são ativas, limitam e possibilitam processos de produção de significação. A segunda resposta – ainda mais interessante – corresponde ao fato de que este não é um estudo de adaptação. Mais do que comparar CapituDom Casmurro, este livro examina o resultado das fricções e dos contágios entre as diferentes linguagens artísticas e matrizes culturais existentes no produto televisivo em questão.”

 

COCA, Adriana Pierre. Tecendo rupturas – o processo da recriação televisual de Dom Casmurro. 1. ed. Rio de Janeiro: E-papers/Tríbia, 2015. v. 1. 138p.